Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \20\UTC 2013

 

      

        Muitas pessoas já apostaram na intuição que tiveram e se deram bem, já outras não. Falamos sobre esse tipo de assunto atualmente como se fosse algo normal. Conversamos algo do tipo: “A minha intuição diz que…”. Pois é, isso parece estranho! Por que temos esse tipo de pressentimento? O que seria a intuição? Por que em muitas vezes nosso palpite intuitivo não está certo?

        Para entendermos de uma forma objetiva, analisaremos dois tipos de vertentes criadas para explicar esse fenômeno. Precisamos compreender que a intuição não é um tipo de mágica. Para a Ciência ela faz parte da natureza humana e o seu local de atuação é precisamente no lado direito do cérebro (local o qual é responsável também pelas emoções). O processo em que ocorre a intuição se dá pela seguinte forma: quando um tipo de mensagem intuitiva surge na mente, o lado direito do cérebro envia esse código (mensagem) para o lado esquerdo, o qual está ligado ao intelecto e à razão. Logo, após o envio dessa mensagem, ela é interpretada e o organismo libera substâncias químicas que tem o papel de estimular a atividade cerebral. Pois, é justamente por isso que temos a impressão de que algo vai acontecer. É nesse momento que sentimos o coração bater mais rápido, suamos ou ficamos vermelhos. Para a neurologia, essa explicação é a mais plausível. 

       Porém, os místicos tem outro tipo de explicação: para eles, a intuição se dá através da

 ajuda de forças espirituais. Esse tipo de ajuda pode ser obtida através de anjos ou espíritos do bem.

 Esses espíritos beneficiam essas pessoas que são capazes de intuir para que elas não se

 apeguem ao lado material da vida e para que possam reconhecer o valor do lado espiritual para

 a evolução da alma. Logo, intuição é uma palavra oriunda do latimintuitionem, que significa o

recebimento de idéias de espíritos desencarnados. Pode ser também interpretada como pressentimento. 

 

 

       Os místicos reencarnacionistas defendem a ideia de que é possível não usar o dom da intuição

 apenas para adivinhar coisas no presente, mas também para relembrarmos de acontecimos de vidas

passadas para que possamos corrigir possíveis erros da vida presente. Podemos também receber a

 intuição através de sonhos. Em um artigo anterior há uma explicação mais detalhada sobre o tema

Sonhos. Sonhos intuitivos são formas de conselhos espirituias. Muita gente sonha com a morte

de uma pessoa e isso acaba virando realidade. Na verdade, essa forma de aviso pode servir como

 uma preparação emocional para o que vai acontecer ainda. Mas os sonhos intuitivos não

serverm apenas para avisar acontecimentos ruins, muitos cientistas já fizeram grandes

 descobertas por meio de mensagens recebidas enquanto dormiam.

 

 

 

 

 

Algumas Curiosidades Sobre Sonhos Intuitivos:

 

 

       James Dean, que faleceu em 1955, foi alertado por seu amigo que morreria em um

 acidente automobilístico. O ator ignorou o recado, pois havia comprado um Porsche novo.

 Sofreu um acidente de carro uma semana depois e morreu na hora.

 

 

       

 

 

 

       Na Grécia Antiga, as pessoas que ficavam doentes visitavam um templo dedicado

a Asclépio, que era considerado o pai da medicina. Lá as pessoas adormeciam e

acreditavam que as curas para suas doenças viriam através de sonhos.

 

 

       

 

 

 

 

 

       Julio Rasec, tecladista da banda Mamonas Assassinas, gravou em um vídeo que teve um mau

 pressentimento em relação ao vôo que ele e seus amigos de banda fariam. O acidente se

 confirmou em março de 1996, quando o avião em que todos estavam se chocou contra

 a Serra da Cantareira.

 

 

       

 

 

 

 

 

 

 
Anúncios

Read Full Post »